Casa Cidades Vigilância Sanitária identifica irregularidades em fornecimento de marmitas de servidores em Poços de Caldas, MG

Vigilância Sanitária identifica irregularidades em fornecimento de marmitas de servidores em Poços de Caldas, MG

por Editor
11 visualizações
vigilancia-sanitaria-identifica-irregularidades-em-fornecimento-de-marmitas-de-servidores-em-pocos-de-caldas,-mg

Segundo a Vigilância Sanitária, ao fiscalizar a empresa, foram encontradas mais de 40 infrações, que segundo o órgão, são consideradas de risco à saúde.

“A partir disso foi lavrado um auto de infração e a empresa está respondendo o processo administrativo de acordo com as normas sanitárias”, disse o coordenador da Vigilância Sanitária de Poços de Caldas, Edson Avella.

MP investiga denúncia de marmitas com comida estragada para funcionários da prefeitura em Poços de Caldas, MG — Foto: Reproduçãi/EPTV

Só na área onde os alimentos são manipulados foram detectadas 16 irregularidades. Também foram identificados problemas na área onde ficam os freezers, na despensa, no depósito e até nos carros da empresa.

Desde fevereiro, vários servidores que trabalham à noite reclamavam que há meses estavam recebendo marmitas com a comida estragada. As denúncias são referentes às marmitas servidas no jantar. Quase todas são de servidores que atuam na área da saúde, como a UPA e os hospitais públicos municipais, justamente os setores que funcionam à noite.

As denúncias chegaram até o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais. O Ministério Público foi acionado e a prefeitura notificada. Segundo o sindicato, o valor do contrato firmado entre a prefeitura e a empresa responsável era de mais de R$ 3,7 milhões.

Desde a emissão do auto de infração, a Vigilância já retornou quatro vezes à empresa para acompanhar se os problemas estão sendo solucionados.

Servidores protestam após receberem marmitas com comida estragada em Poços de Caldas — Foto: Reprodução EPTV

“Conforme o código sanitário, são duas instâncias de julgamento. A empresa apresenta as suas justificativas e ela vai ter um processo de julgamento em cima das infrações acometidas naquela época, ela pode até receber uma multa em função das infrações na época”, completou o coordenador da Vigilância Sanitária.

A SRG Alimentos informou, em nota, que está fazendo as adequações necessárias e afirmou que muitos servidores da UPA não conseguem fazer a refeição assim que a marmita chega e que não possuem refrigeradores adequados para armazená-las.

A Secretaria de Saúde de Poços de Caldas informou que a UPA tem atualmente duas geladeiras e mais de 200 servidores e que está adquirindo uma nova geladeira e um micro-ondas.

A secretaria também disse que está ajustando a logística para que a maioria das pessoas possam fazer a refeição assim que as marmitas chegarem.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CONTATOS

noticias recentes

as mais lidas

Jornal de Minas © Todos direitos reservados à Tv Betim Ltda®