Home Todas Noticias Trio é preso suspeito de fazer compra de R$ 13 mil com cheques falsos em São João da Boa Vista

Trio é preso suspeito de fazer compra de R$ 13 mil com cheques falsos em São João da Boa Vista

por admin
0 Comente


Policiais civis da DIG cumpriram mandados em três cidades do Sul de Minas e uma de SP. Um suspeito conseguiu fugir. DIG prende 3 suspeitos de estelionato contra empresa de São João da Boa Vista
Polícia Civil
Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) prenderam na quinta-feira (11) três homens suspeitos de estelionato contra uma empresa de São João da Boa Vista (SP), que recebeu cheques falsos no valor aproximado de R$ 13 mil após uma compra.
📲 Participe do canal do g1 São Carlos e Araraquara no WhatsApp
A Operação Código 35, comandada pelo delegado Jorge Mazzi, cumpriu mandados em quatro cidades. Um homem de 44 anos foi preso em Itabira (SP), um de 36 em Andradas (MG) e outro de 20 em Bueno Brandão (MG). Em Pouso Alegre (MG), um quarto envolvido conseguiu fugir.
De acordo com o delegado, os três homens têm diversas passagens pela polícia por crimes de estelionato, furto e roubo. Os suspeitos ficaram detidos nas delegacias das cidades onde foram presos.
LEIA TAMBÉM:
Lesão corporal: Bebê leva 9 mordidas em creche de São Carlos e Polícia Civil investiga
Cemitério clandestino: Jovens de Ibaté estão entre corpos encontrados enterrados em área rural de Taquaritinga
Exumação: Idosa morre após receber remédio sem autorização médica
Falsa compra
DIG prende 3 suspeitos de estelionato contra empresa de São João da Boa Vista
Polícia Civil
Em julho do ano passado, uma empresa de São João da Boa Vista caiu em um golpe aplicado pelos criminosos.
Segundo a Polícia Civil, os suspeitos se passaram por compradores e realizaram um negociação de sacaria para silos no valor aproximado de R$ 13 mil.
Os golpistas enviaram documentos falsos para fechar a negociação, inclusive fotos dos cheques, os quais continham os mesmos dados dos documentos enviados.
A princípio a empresa não constatou irregularidades, entregou a mercadoria e recebeu os chegues, que retornaram alguns dias depois sem validade.
“Tratou-se de um crime premeditado, difícil de identificar a fraude de imediato, uma ação bem planejada pela equipe de estelionatários”, disse o delegado.
Investigação
Sacarias encontradas na casa de um dos suspeitos presos em Andradas (MG)
Polícia Civil
A DIG entrou no caso e após quase seis meses conseguiu identificar quatro suspeitos, informou o delegado.
Diante das provas obtidas, com apoio do Ministério Público de São João da Boa Vista e Poder Judiciário, foram decretadas as prisões temporárias na quinta-feira.
Segundo o delegado, os investigadores conseguiram apreender na casa do suspeito de Andradas uma pequena parte da carga levada da empresa.
O trio está a disposição da Justiça e a DIG continua em diligências para capturar o quarto suspeito envolvido no crime.
Delegado Jorge Mazzi com os policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São João da Boa Vista
Polícia Civil
REVEJA VÍDEOS DA EPTV:
Veja mais notícias da região no g1 São Carlos e Araraquara

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Estamos em construção…

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

JM – Jornal de Minas© Todos direitos reservados.