Home Mundo Rússia nega acusações de uso da empresa de internet de Elon Musk na guerra | CNN Brasil

Rússia nega acusações de uso da empresa de internet de Elon Musk na guerra | CNN Brasil

por Leo Lopes
0 Comente
russia-nega-acusacoes-de-uso-da-empresa-de-internet-de-elon-musk-na-guerra-|-cnn-brasil

O Kremlin disse, nesta segunda-feira (12), que o sistema de internet via satélite da empresa Starlink, do bilionário Elon Musk, não foi certificado para uso nem foi fornecido oficialmente para a Rússia e, portanto, não poderia ser usado.

A Ucrânia, que usou o Starlink para comunicações militares durante o conflito com a Rússia, disse no domingo que as tropas russas estavam usando o Starlink em partes da Ucrânia que controlam.

Em uma ligação com repórteres, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse: “Este não é um sistema certificado conosco; portanto, não pode ser fornecido oficialmente aqui e não é fornecido oficialmente. Consequentemente, não pode ser usado oficialmente de forma alguma.”

“É por isso que aqui, talvez, não devêssemos nos intrometer na discussão entre o regime de Kiev e o empresário Musk”, disse, referindo-se ao governo ucraniano.

O Ministério da Defesa da Ucrânia disse em comunicado no domingo que os terminais Starlink estavam sendo usados ​​por unidades como a 83ª Brigada de Assalto Aéreo da Rússia, que está lutando perto das cidades de Klishchiivka e Andriivka, na região leste de Donetsk.

Em uma postagem no X no domingo, Musk disse: “Até onde sabemos, nenhum Starlink foi vendido direta ou indiretamente para a Rússia”.

“Várias notícias falsas afirmam que a SpaceX está vendendo terminais Starlink para a Rússia”, disse Musk no post no X, que ele também possui. “Isso é categoricamente falso.”

Andriy Yusov, porta-voz da agência de espionagem militar ucraniana, disse que estão em andamento trabalhos para evitar que as forças russas usem os terminais da Starlink.

“Contrabando de terceiros países”, disse Yusov, quando questionado sobre como as forças russas estavam obtendo os dispositivos.

“O uso aumentou na linha de frente”, disse ele.

Questionado se a Ucrânia estava tentando impedir o uso dos terminais pela Rússia, Yusov disse: “Sim, o trabalho está sendo conduzido”.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Estamos em construção…

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

JM – Jornal de Minas© Todos direitos reservados.