Casa Mundo Pesquisadores descobrem cocaína e outras drogas em vida marinha no Reino Unido | CNN Brasil

Pesquisadores descobrem cocaína e outras drogas em vida marinha no Reino Unido | CNN Brasil

por marianacatacci
15 visualizações
pesquisadores-descobrem-cocaina-e-outras-drogas-em-vida-marinha-no-reino-unido-|-cnn-brasil

A cocaína e o ecstasy são apenas algumas das drogas e produtos farmacêuticos que foram encontrados na vida marinha nas águas costeiras do Reino Unido, segundo cientistas da Universidade de Portsmouth e da Universidade Brunel de Londres.

“Encontramos cocaína em organismos marinhos, encontramos MDMA, encontramos metanfetamina. Estão nos caranguejos, nas ostras, nas algas marinhas, nos vermes que vivem nos sedimentos”, disse à Reuters o professor Alex Ford, biólogo marinho da Universidade de Portsmouth.

O estudo em curso envolveu cidadãos cientistas voluntários, todos preocupados com o estado da água, recolhendo centenas de amostras dos portos de Chichester e Langstone que revelaram elevados níveis de produtos químicos potencialmente nocivos na água e na vida selvagem.

“Na verdade, parei de nadar”, disse Rob Bailey, um ex-nadador regular, à Reuters.

“Todo o meu grupo foi dissolvido por causa do problema”, disse ele.

Bailey é cofundador da Clean Harbors Partnership, um grupo de nadadores, velejadores e praticantes de windsurf que ficou preocupado com o número crescente de relatos de doenças na área.

Eles decidiram descobrir exatamente o que há na água e os riscos que representam para a saúde humana e o meio ambiente, com resultados chocantes.

“Parar de nadar me deixa muito triste”, disse ele.

“Se alguém jogasse esgoto no seu campo de críquete, você não ficaria muito feliz, ou no seu campo de futebol, você não ficaria muito feliz, não é? Mas o mesmo aconteceu aqui com as nossas atividades de natação.”

Em 2021, a Southern Water, responsável pelo tratamento de água e esgoto da região, admitiu mais de 50 infrações de lançamento ilegal de esgoto no meio ambiente entre 2010 e 2015. As infrações foram constatadas como causadas por falhas deliberadas e a empresa foi multada um recorde de £90 milhões.

Os investigadores dizem que o esgoto não tratado é apenas parte do problema porque o que as pessoas consomem é apenas parcialmente metabolizado no seu percurso através dos nossos corpos, resultando numa miríade de compostos que são descarregados no mar e que podem ter um efeito dramático.

“Se você enjaular um peixe a jusante de uma estação de tratamento de esgoto, ele começará a feminilizar dentro de algumas semanas. Se você der antidepressivos a um caranguejo ou a um peixe, ele mudará seu comportamento da mesma forma que foi projetado para mudar nosso comportamento se tomássemos esse medicamento”, disse o professor Ford.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CONTATOS

noticias recentes

as mais lidas

Jornal de Minas © Todos direitos reservados à Tv Betim Ltda®