Home Todas Noticias Moradores se reúnem com autoridades para pedir providências sobre praça de pedágio entre Poços de Caldas e Andradas, MG

Moradores se reúnem com autoridades para pedir providências sobre praça de pedágio entre Poços de Caldas e Andradas, MG

por admin
0 Comente


A principal reclamação é referente à tarifa do pedágio, que é de R$ 9,20. Os moradores também pedem que haja isenção para quem mora na região. Moradores se reúnem para pedir providências sobre pedágio entre Poços de Caldas e Andradas
Moradores de Poços de Caldas e Andradas (MG) se reuniram nesta quinta-feira (11) com autoridades para pedir providências sobre a praça de pedágio instalada na MGC-146, que fica entre as cidades.
📲 Participe do canal do g1 Sul de Minas no WhatsApp
A principal reclamação é referente à tarifa do pedágio, que é de R$ 9,20. Os moradores também pedem que haja isenção para quem mora na região.
A MGC-146, é muito utilizada por moradores de Poços de Caldas e Andradas, que precisa se locomover entre as cidades. O pedágio começou a operar no dia 18 de novembro.
Antes disso, outras praças já tinham iniciado a cobrança. Elas também são alvo de protestos e reclamações em várias cidades da região.
Moradores se reúnem com autoridades para pedir providências sobre praça de pedágio entre Poços de Caldas e Andradas, MG
Reprodução/EPTV
“Nós moramos em uma área rural e quase ninguém está suportando o valor do pedágio. Estamos de Poços de Caldas o primeiro bairro é 12 quilômetros e da cidade 20. Estamos com um problema muito grande, tem pais de família que não estão aguentando mais. Eles trabalham em Poços de Caldas e estão gastando R$ 600 por mês só de pedágio”, disse o morador José Edson Monteiro de Queiroz.
“A única coisa que eles construíram na rodovia foi a praça de pedágio e a base deles [concessionária]. O resto não fizeram nada, não duplicou, não tem um ratatória, muita gente chega ali e não tem dinheiro para passar, tem que voltar no meio da pista porque não tem placas avisando que tem pedágio. Não teve uma melhoria na rodovia”, falou o agricultor Everaldo do Bonilha Réges.
A EPR Sul de Minas, por nota, disse que antes da concessão dos trechos, o Governo de Minas Gerais fez uma série de estudos técnicos e consultas públicas, que resultaram na definição da quantidade e localização das praças de pedágio do lote de rodovias do Sul de Minas.
Assim como a localização das praças, o valor da tarifa também foi pré-estabelecido no edital de licitação para a viabilização dos investimentos previstos ao longo dos 30 anos de concessão.
Por fim, a concessionária reforça que os usuários frequentes da rodovia têm direito a descontos. Assim, o condutor paga o valor integral da tarifa apenas uma vez por mês.
Na Praça de Poços de Caldas, a partir da 12ª passagem, a tarifa é reduzida pela metade e na 30ª passagem, chega a menos de R$ 1,50.
Veja mais notícias da região no g1 Sul de Minas

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Estamos em construção…

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

JM – Jornal de Minas© Todos direitos reservados.