Home Mundo Milhares de pessoas vão às ruas de Jerusalém contra Netanyahu e por alistamento de judeus ultraortodoxos | CNN Brasil

Milhares de pessoas vão às ruas de Jerusalém contra Netanyahu e por alistamento de judeus ultraortodoxos | CNN Brasil

por reuters
0 Comente
milhares-de-pessoas-vao-as-ruas-de-jerusalem-contra-netanyahu-e-por-alistamento-de-judeus-ultraortodoxos-|-cnn-brasil

Dezenas de milhares de pessoas foram às ruas de Jerusalém neste domingo (31) para manifestação contra o governo de Benjamin Netanyahu. Os israelenses protestaram contra a liberação do serviço militar concedida a judeus ultraortodoxos, em cenas que remetem aos protestos em massa realizados no ano passado.

Grupos de protesto, incluindo alguns que lideraram as manifestações que abalaram Israel em 2023, organizaram a manifestação em frente ao Parlamento, o Knesset, reivindicando uma nova eleição para substituir o governo.

Os manifestantes também pediram participação mais igualitária na obrigatoriedade do serviço militar. Cerca de 600 soldados foram mortos até agora desde o ataque do Hamas em 7 de outubro e a guerra que se seguiu em Gaza, o maior número de vítimas militares em anos.

O veículo N12 News, de Israel, disse que esta pareceu ser a maior manifestação desde o início da guerra. Os sites de notícias Haaretz e Ynet disseram que atraiu dezenas de milhares de pessoas.

O gabinete de Netanyahu tem enfrentado críticas generalizadas sobre a falha de segurança na ocasião do ataque do Hamas no sul de Israel, quando 1.200 pessoas foram mortas e mais de 250 foram feitas reféns e levadas para Gaza.

“Este governo é um fracasso total e absoluto”, disse Nurit Robinson, de 74 anos. “Eles nos levarão ao abismo.”

A guerra de Israel no enclave palestino agravou uma antiga fonte de atrito na sociedade que também está atormentando o governo de coalizão de Netanyahu – as isenções concedidas a estudantes de seminário judeus ultraortodoxos do serviço nas forças armadas do país.

Com o prazo final de 31 de março se aproximando para que o governo apresentasse uma legislação que resolvesse um impasse de décadas sobre a questão, Netanyahu apresentou um pedido de última hora ao Supremo Tribunal na semana passada para conseguir um adiamento de 30 dias.

Em aparente acomodação, o Supremo Tribunal deu ao governo até 30 de abril para que apresente nova proposta sobre o tema. Mas, numa decisão provisória, também ordenou a suspensão do financiamento estatal para estudantes de seminário que estariam sujeitos ao recrutamento a partir de segunda-feira.

(Reportagem adicional de Maayan Lubell)

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

A Tv Betim, em sintonia com a Rádio Betim e o Jornal de Minas, forma uma rede dinâmica que vai muito além dos limites convencionais da comunicação. Nossa proposta é clara: estabelecer diretrizes para Conteúdo e Programação, guiando a inclusão e priorizando parcerias estratégicas. Estamos comprometidos com a produção e coprodução de conteúdos digitais, adaptando-nos continuamente às diversas multiplataformas.

– Não somos apenas um meio de comunicação e informação; somos um novo canal que oferece soluções e produtos múltiplos, conectando e divulgando seus produtos e serviços a nível nacional, através do canal Web e outras plataformas.

Nossa estratégia vai além da simples transmissão. Focamos na ascensão social, proporcionando oportunidades excepcionais de novos negócios, relacionamentos sólidos e lucros substanciais para aqueles que investem no mercado mais cobiçado por grandes marcas. O potencial de consumo é imenso, e estamos aqui para guiar você nesse caminho de possibilidades.

– Na Tv Betim, acreditamos que a comunicação vai além do diálogo; é uma ponte para o crescimento, inovação e sucesso. Junte-se a nós nessa jornada de conexão, onde o seu impacto é a nossa prioridade.

noticias recentes

as mais lidas

JM – Jornal de Minas© Todos direitos reservados.