Home Mundo Milei chama presidente colombiano de “comunista assassino” e detona crise diplomática | CNN Brasil

Milei chama presidente colombiano de “comunista assassino” e detona crise diplomática | CNN Brasil

por Luciana Caczan
0 Comente
milei-chama-presidente-colombiano-de-“comunista-assassino”-e-detona-crise-diplomatica-|-cnn-brasil

O presidente da Argentina, Javier Milei, chamou o presidente colombiano, Gustavo Petro, de “comunista assassino”, detonando uma crise diplomática entre os países.

Em comunicado, o ministério das Relações Exteriores da Colômbia protestou, nesta sexta (26), contra as declarações “desrespeitosas e irresponsáveis” do argentino e chamou para consultas “de maneira imediata” seu embaixador Camilo Romero.

As declarações de Milei foram dadas à jornalista Patricia Janiot, famosa apresentadora colombiana-americana, nesta quinta (25). Na entrevista, Milei definiu Petro como um “comunista assassino que está afundando a Colômbia”, o chileno Gabriel Boric como “alguém que tem as ideias incorretas” e o presidente de El Salvador Nayib Bukele como “alguém que apesar da adversidade conseguiu levar a cabo seu programa de governo”.

“O governo da Colômbia rejeita energeticamente essa declaração, que atenta contra a honra do primeiro mandatário, que foi eleito de forma democrática e legítima. As palavras do Presidente Milei desconhecem e vulneram os profundos laços de amizade, entendimento e cooperação que historicamente uniram a Colômbia e a Argentina”, diz o comunicado de protesto da chancelaria colombiana.

O texto diz ainda que como “consequência das circunstâncias criadas pelas palavras” de Milei, o governo colombiano chama de forma “imediata” para consultas seu embaixador Camilo Romero, representante da Colômbia na Argentina..

En nombre del Gobierno de Colombia, presento mi más enérgica protesta por las irrespetuosas e irresponsables declaraciones del Presidente de la República Argentina, señor Javier Milei, en contra del Presidente @petrogustavo, en el desarrollo de una entrevista con la periodista…

— Álvaro Leyva Durán (@AlvaroLeyva) January 26, 2024

Petro, primeiro presidente de esquerda da Colômbia, foi prefeito de Bogotá e Senador. Nos anos 1980, ele integrou o Movimiento 19 de Abril, conhecido como M-19, guerrilha armada, e chegou a ser preso por porte ilegal de armas em 1985.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Estamos em construção…

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

JM – Jornal de Minas© Todos direitos reservados.