Home Mundo Israel diz que dois reféns foram resgatados de Gaza, 128 dias após captura | CNN Brasil

Israel diz que dois reféns foram resgatados de Gaza, 128 dias após captura | CNN Brasil

por Salma Freua
0 Comente
israel-diz-que-dois-refens-foram-resgatados-de-gaza,-128-dias-apos-captura-|-cnn-brasil

Os militares israelenses disseram nesta segunda-feira (12) – noite de domingo (11) no Brasil – que resgataram dois reféns durante uma operação especial realizada durante a noite em Rafah, no sul de Gaza.

Os reféns são Fernando Simon Marman, de 60 anos, e Louis Har, de 70, ambos capturados há 128 dias, durante o ataque do Hamas a Israel, em 7 de outubro.

Os dois estão em boas condições médicas e foram transferidos para o Centro Médico Sheba em Tel HaShomer, disseram as Forças de Defesa de Israel. A operação conjunta foi realizada com a Agência de Segurança de Israel e a Polícia de Israel.

A notícia da libertação chega enquanto Rafah estava sendo atingida por ataques israelenses. A Sociedade do Crescente Vermelho Palestino (PRCS, na sigla em inglês) disse nesta segunda que mais de 60 pessoas foram mortas em bombardeios aéreos recentes e que a cidade estava enfrentando “ataques intensos”.

A CNN não pode verificar os números de forma independente.

Ataques

Ao menos duas mesquitas e cerca de uma dúzia de casas foram alvo dos ataques, informou a prefeitura de Rafah nesta segunda-feira.

Rafah tornou-se um último refúgio para os palestinos que fogem para o sul para evitar as campanhas aéreas e terrestres de Israel no resto do lotado enclave. Acredita-se que mais de 1,3 milhão de pessoas estejam em Rafah, a maioria deslocada de outras partes de Gaza, segundo as Nações Unidas.

E eles não têm nenhuma rota de fuga restante; a cidade faz fronteira com o Egito, e a única passagem para esse país está fechada há meses, juntamente com o resto das fronteiras de Gaza.

O alerta internacional aumenta diante de um ataque terrestre previsto a Rafah, com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, a rejeitar as crescentes críticas aos planos – dizendo que os apelos para não entrar em Rafah são como dizer a Israel para perder a guerra. Ele prometeu fornecer passagem segura aos civis, mas ofereceu poucos detalhes.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

inglês

versão original

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Estamos em construção…

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

JM – Jornal de Minas© Todos direitos reservados.