Casa Mundo Iraque solicita fim de missão de assistência da ONU até o final de 2025 | CNN Brasil

Iraque solicita fim de missão de assistência da ONU até o final de 2025 | CNN Brasil

por marianacatacci
9 visualizações
iraque-solicita-fim-de-missao-de-assistencia-da-onu-ate-o-final-de-2025-|-cnn-brasil

O Iraque solicitou que uma missão de assistência da Organização das Nações Unidas (ONU), criada após a invasão do país liderada pelos Estados Unidos em 2003, encerre sua operação até o final de 2025, dizendo que não é mais necessária porque o Iraque fez progressos significativos em direção à estabilidade.

A missão, com sede na fortemente fortificada Zona Verde de Bagdá, foi criada com um amplo mandato para ajudar a desenvolver as instituições iraquianas, apoiar o diálogo político e as eleições e promover os direitos humanos.

O primeiro-ministro do Iraque, Mohammed Shia al-Sudani, disse que o Iraque deseja aprofundar a cooperação com outras organizações da ONU, mas que não há mais necessidade do trabalho da missão de assistência, conhecida como Unami, na sigla em inglês.

O chefe da missão no Iraque frequentemente se desloca entre as principais autoridades políticas, judiciais e de segurança em um trabalho que os apoiadores consideram importante para a prevenção e resolução de conflitos, mas que os críticos frequentemente descrevem como interferência.

“O Iraque conseguiu dar passos importantes em muitos campos, especialmente aqueles que estão sob o mandato da Unami”, disse Sudani em uma carta ao secretário-geral da ONU, António Guterres.

Desde 2023, o governo iraquiano decidiu encerrar várias missões internacionais, incluindo a coalizão liderada pelos EUA criada em 2014 para combater o Estado Islâmico e a missão da ONU estabelecida para ajudar a promover a responsabilização pelos crimes do grupo jihadista.

As autoridades iraquianas afirmam que o país percorreu um longo caminho desde o derramamento de sangue sectário após a invasão liderada pelos EUA e a tentativa do Estado Islâmico de estabelecer um califado, e que não precisa mais de tanta ajuda internacional.

Alguns críticos se preocupam com a estabilidade da jovem democracia, devido aos conflitos recorrentes e à presença de muitos grupos político-militares fortemente armados que frequentemente se enfrentam nas ruas, mais recentemente em 2022.

Alguns diplomatas e autoridades da ONU também se preocupam com os direitos humanos e a responsabilidade em um país que frequentemente está entre os mais corruptos do mundo e onde os ativistas dizem que a liberdade de expressão tem sido restringida nos últimos anos.

O governo do Iraque afirma que está trabalhando para combater a corrupção e nega que haja menos espaço para a liberdade de expressão.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CONTATOS

noticias recentes

as mais lidas

Jornal de Minas © Todos direitos reservados à Tv Betim Ltda®