Home Região Criaturas peludas, queda de nave e até carta de Bill Clinton: livro traz novos relatos sobre o ET de Varginha 28 anos depois

Criaturas peludas, queda de nave e até carta de Bill Clinton: livro traz novos relatos sobre o ET de Varginha 28 anos depois

por admin
0 Comente
criaturas-peludas,-queda-de-nave-e-ate-carta-de-bill-clinton:-livro-traz-novos-relatos-sobre-o-et-de-varginha-28-anos-depois


Obra sobre o caso será lançado neste sábado (20), dia em que o suposto aparecimento completa quase três décadas. Novo livro traz revelações do caso ET de Varginha 28 anos depois
Quase três décadas depois do suposto aparecimento de pelo menos dois extraterrestres em Varginha (MG), um dos maiores casos da ufologia mundial ainda dá o que falar. Um novo livro que será lançado neste sábado (20), 28 anos após o suposto aparecimento, promete relevar novos fatos sobre a história.
📲 Participe do canal do g1 Sul de Minas no WhatsApp
O livro “ETs de Varginha: montando o Quebra-cabeças” – volume 1, do pesquisador e ufólogo Edison Boaventura Jr., traz entre as novas revelações, relatos do que seriam ETs com pelos por todo o corpo, um novo local onde a nave com as criaturas teria caído e ainda detalhes de envolvimento de norte-americanos no caso.
Veja também:
ET de Varginha 28 anos: Relatos indicam mais aparições e avistamentos no Sul de Minas
Ufólogo Edison Boaventura Jr. lança novo livro sobre o caso “ET de Varginha”
Divulgação
Entre as novidades está uma carta obtida pelo pesquisador que teria sido enviada pelo ex-presidente norte-americano, Bill Clinton, no dia 30 de janeiro de 1996, ao Congresso do país, pedindo informações sobre uma carga que teria chegado do Brasil na área ultrassecreta do governo americano.
Em entrevista ao g1, Edison Boaventura Jr. falou sobre os novos fatos que a obra pretende trazer à tona.
ETs de Varginha, no plural
O caso ET de Varginha é mundialmente conhecido pela suposta captura de um extraterrestre que teria ocorrido após ele ter sido visto próximo a um muro por três meninas que passavam pelo local. Mas o que muita gente não sabe é que não seria apenas uma, mas pelo menos duas criaturas. Além disso, vários eventos foram registrados antes e depois desse episódio que ganhou maior repercussão.
“Foram vários eventos. Inclusive no livro, eu trago depoimentos de pessoas novas que viram também criaturas que não são aquelas testemunhas já carimbadas, a Liliane, a Valquíria, a Kátia e a própria dona Terezinha Gallo Clepf, já falecida, que viu uma delas no zoológico. Tem outras pessoas que viram criaturas e que também falam até de criaturas peludas, com o corpo coberto de pelos, olhos vermelhos e aqueles calombinhos na cabeça. Então tinha esses dois tipos”, conta o ufólogo.
Novo livro traz novidades sobre o caso “ET de Varginha”
Divulgação
O novo livro de Edison Boaventura Jr. traz informações que confrontam a versão original, de que antes do aparecimento das criaturas, uma nave espacial teria caído na zona rural, entre Varginha e Três Corações. Conforme os novos relatos, o local da queda teria sido a zona rural de Elói Mendes.
“A gente ficou sabendo que houve um chamado para o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar sobre uma suposta queda de aeronave, entre aspas, que um avião pequeno teria caído na zona rural. Os militares estavam indo para o local, mas antes deles chegarem, passaram um rádio para esses militares, com a ordem de abordar a missão porque o Exército estava assumindo”.
Envolvimento de norte-americanos
O ufólogo dedica um capítulo do livro sobre o suposto envolvimento norte-americano no “Caso Varginha”. Segundo ele, há provas de que eles estiveram na cidade logo após as primeiras informações do suposto aparecimento.
“Esses americanos pousaram no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), um C-17, que acabou pousando lá. Inclusive uma aeronave da NASA pousou no Aeroporto de Congonhas em São Paulo”, conta o ufólogo.
Ainda segundo ele, o Exército teria feito o resgate da nave e das criaturas, com a ajuda dos norte-americanos.
Caso de ET de Varginha ainda traz dúvidas e mistérios
Arte / Renato Munhoz / EPTV
“Americanos também estiveram envolvidos nesse resgate da nave. Equipamentos de ponta foram utilizados, alguns equipamentos tecnológicos e foram montadas no local algumas tendas até modernas para aquela época, 1996. Algumas pessoas que estavam ali, policiais militares, chegaram a comentar que era um negócio futurístico que eles nunca tinham visto, com bastante cuidado, também talvez cuidado na questão de contaminação”, completou.
No livro, o ufólogo também apresenta uma carta que teria sido escrita pelo presidente dos Estados Unidos na época, Bill Clinton, ao Congresso Americano, pedindo informações sobre uma carga vinda do Brasil.
“O ex-presidente Clinton questiona o Congresso Norte-americano no dia 30 de janeiro de 1996. Usando uma prerrogativa de uma lei que ele tinha, ele ficou sabendo que uma aeronave da USAF, da Força Aérea Norte-americana, pousou na ‘Área 51’, no deserto de Nevada, com uma carga do Brasil que ele queria saber o que tinha dentro. E mesmo ele sendo presidente dos Estados Unidos, não conseguiu quebrar esses protocolos de sigilo para saber o que tinha ali dentro”.
Quebra-cabeças constante
Apesar de já terem se passado quase três décadas do suposto aparecimento do ET ou ETs de Varginha, a história continua como um quebra-cabeças constante. Mesmo assim, para o ufólogo Edison Boaventura, ainda faltam muitas peças a serem fechadas.
Terreno em que a aparição do ET teria ocorrido em Varginha (MG) há 27 anos
Franco Junior/g1
“Olha, tem muitas peças faltantes, tanto é que no volume 2, a gente vai ter o nome ‘E.T. de Varginha, a história continua’, né? Porque sempre está chegando para a gente algumas peças. E sem sombra de dúvidas, a hora que esse livro for publicado agora no dia 20 de janeiro, que é comemorativo a 28 anos do caso Varginha, algumas pessoas provavelmente vão nos procurar trazendo mais informações”, disse.
Uma das maiores obsessões de quem pesquisa o “Caso Varginha”, seja curiosos ou pesquisadores, é ter acesso a algum vídeo feito na época que possa provar a existência das criaturas que supostamente caíram dos céus.
“O que a gente está na cola é do vídeo, porque existem vídeos que estão na mão de civis e vídeos que estão em mãos de militares. A gente está tentando negociar, sei lá, cortar o vídeo, mostrar só a criatura, para não mostrar os militares que estão ali a fim de não complicar a vida militar dele, não dar nenhum tipo de complicação. Mas os vídeos que estão em mãos de médicos de Varginha e de outras cidades próximas aí, certamente, vindo à tona, vai calar a boca de muita gente”.
“Então, nesse momento a gente está procurando, eu espero que esse vídeo já tenha vindo à tona no volume 2, que a gente vai lançar no segundo semestre de 2024”, disse o pesquisador.
Pontas soltas
O ufólogo admite que ainda existem muitas pontas soltas em toda a história para serem entendidas. Uma delas é saber o que teria acontecido dentro das instalações da Unicamp, em Campinas (SP), para onde as criaturas teriam sido levadas antes de irem para os Estados Unidos.
“Tem peças, por exemplo, que estão faltando para a gente entender o que de fato aconteceu dentro das instalações da Unicamp, em um local chamado ‘Patologia Avançada’. A gente já chegou no local, já sabe aonde que é e, curiosamente, esse local hoje em dia está desativado. Trago também informações novas sobre o transporte das criaturas para Campinas, uma viva e outra morta, antes delas irem para os Estados Unidos, com relatos de enfermeiros e médicos que estiveram presentes”, diz ele.
Nave do ET em Varginha (MG)
Jonatam Marinho
O ufólogo também diz que há relatos de dois estudantes da época que teriam visto as criaturas dentro das instalações da universidade.
“A gente tem algumas histórias, inclusive de dois alunos, que chegaram a ver a criatura dentro de um terrário e ficaram morrendo de medo. Foram perseguidos por alguns militares que estavam ali fazendo também a segurança, a ronda do local. E a gente enfim está querendo saber se ali estava funcionando ou não”.
“O caso Varginha é inesgotável de informações. E eu creio que daqui um tempo vai ser revelada alguma coisa ou vai ser vazado”.
Segundo o ufólogo, os documentos sigilosos sobre o caso foram reclassificados pelo Exército Brasileiro em 2021 por mais 25 anos e só estarão à disposição do público a partir de 2046.
O livro
O livro “ETs de Varginha: montando o Quebra-cabeças” – volume 1 será lançado oficialmente neste sábado (20) durante o 1º Encontro Ufológico Enigmas e Mistérios! que acontece em São Paulo. Há também tratativas para que ele seja lançado em breve no memorial do ET em Varginha.
O volume 1 tem 402 páginas e um segundo volume está previsto para ser lançado no segundo semestre de 2024.
“Como eu tinha muito material a respeito desse caso, pesquisei o caso desde o começo, a gente tomou a decisão de fazer o volume 1 com 402 páginas. Tem um monte de fotos, tem mais de 200 fotos, é o livro colorido, então está show, tem muita informação nova, inédita também do caso, conta a história, mas também tem outros depoimentos interessantes”, completou Edison Boaventura Jr.
Veja mais notícias da região no g1 Sul de Minas

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Estamos em construção…

categorias noticias

noticias recentes

as mais lidas

JM – Jornal de Minas© Todos direitos reservados.