Casa Mundo Chefe militar das Filipinas acusa China de “influência maligna” após reportagem | CNN Brasil

Chefe militar das Filipinas acusa China de “influência maligna” após reportagem | CNN Brasil

por tiagotortella
6 visualizações
chefe-militar-das-filipinas-acusa-china-de-“influencia-maligna”-apos-reportagem-|-cnn-brasil

O chefe militar das Filipinas acusou a China de um “esforço de influência maligna” nesta quarta-feira (8) depois que um jornal local noticiou que um vice-almirante filipino havia feito um acordo com Pequim para diminuir as tensões no Mar do Sul da China.

O jornal filipino Manila Times publicou o que seria uma transcrição de uma conversa por telefone, na qual um almirante filipino teria concordado com a proposta da China de um “novo modelo”.

Com o “novo modelo”, as Filipinas usariam menos navios em missões de reabastecimento às tropas na área do disputado recife de Second Thomas Shoal e notificariam a China sobre as operações com antecedência.

“A alegação da China [da existênia] de uma gravação de áudio… não merece preocupação significativa, pois parece ser um esforço de influência maligna do Partido Comunista Chinês”, disse o chefe militar Romeo Brawner em comunicado.

“As transcrições podem ser facilmente inventadas e as gravações de áudio podem ser criadas usando falsificações profundas. Essas reportagens visam apenas servir como uma distração do comportamento agressivo contínuo da guarda costeira da China”, adicionou.

A Reuters não ouviu a conversa telefônica relatada e não conseguiu verificar o conteúdo da transcrição publicada.

O Manila Times afirmou que a conversa ocorreu em janeiro e que a transcrição foi fornecida por uma “autoridade chinesa”, cujo nome não foi identificado.

O recife foi foco de uma série de confrontos acalorados entre a guarda costeira da China e os navios filipinos no ano passado, o que prejudicou a relação entre os dois vizinhos.

As Filipinas se recusaram a atender aos apelos da China para se afastarem da área.

A embaixada da China em Manila não respondeu aos pedidos de comentários sobre a transcrição publicada pelo Manila Times. Não houve resposta imediata à declaração de Brawner.

“Fatos são claros”, diz ministério

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Lin Jian, disse nesta quarta-feira que a embaixada em Manila divulgou detalhes sobre “comunicações relevantes” entre os dois países sobre a situação no recife Second Thomas Shoal. Entretanto, Lin não deu mais detalhes.

“Os fatos são claros e apoiados por evidências concretas que não podem ser negadas”, destacou o porta-voz.

“As Filipinas insistiram em negar esses fatos objetivos e procuram enganar a comunidade internacional”, adicionou.

Os dois países estão envolvidos em uma série de impasses em áreas disputadas do Mar da China, à medida que Filipinas, encorajada pelo apoio dos Estados Unidos e de outros aliados, intensifica suas atividades em águas policiadas pela guarda costeira chinesa.

A China acusou as Filipinas de invasão e traição. As Filipinas repreenderam Pequim pelo que consideram ser uma política de agressão com manobras perigosas dentro da zona econômica exclusiva de Manila.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CONTATOS

noticias recentes

as mais lidas

Jornal de Minas © Todos direitos reservados à Tv Betim Ltda®