Casa Cidades Centro terapêutico é interditado após fiscalização do MP e Polícia Civil em MG; quatro pessoas foram presas

Centro terapêutico é interditado após fiscalização do MP e Polícia Civil em MG; quatro pessoas foram presas

por Editor
1 visualizações
centro-terapeutico-e-interditado-apos-fiscalizacao-do-mp-e-policia-civil-em-mg;-quatro-pessoas-foram-presas

Na quinta-feira (6), o Ministério Público, em parceria com a Polícia Militar, Polícia Civil e Vigilância Sanitária de Machado, estiveram na clínica de reabilitação para averiguar denúncias de irregularidades.

Na ocasião, foram feitas entrevistas com internos e funcionários. Também foram vistoriados todos os ambientes da entidade.

De acordo com o MP, quatro pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Civil pelos crimes de tortura, tráfico de entorpecentes, maus-tratos, sequestro, cárcere privado e organização criminosa.

Centro terapêutico é interditado após fiscalização do MP e Polícia Civil em MG; quatro pessoas foram presas — Foto: Polícia Civil/Divulgação

As prisões foram analisadas pelo juiz plantonista, que atendeu o pedido do Ministério Público e decretou a prisão preventiva dos funcionários.

A vistoria

Segundo a Polícia Civil, em conversa com internos do centro, homens com idades entre 19 e 54 anos relataram a internação involuntária e práticas de tortura física e psicológica. Eles, inclusive, mencionaram existir uma sala no local para esses castigos.

No cômodo mencionado, os policiais informaram que encontraram objetos, entre cinturões com braceletes para imobilização e faixas, que seriam utilizados para tortura.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, no local foram encontrados recipientes identificados como drogas e álcool, contendo medicamentos, bem como caixas de remédios controlados sem prescrição médica e blocos de receitas em branco, assinados pelo médico responsável, mas sem indicação da origem.

Os internos afirmaram que esses medicamentos eram usados para sedá-los quando tentavam fugir do local, sendo administrados por qualquer funcionário do centro.

De acordo com o MP, o centro terapêutico não poderia restringir a liberdade dos internos com muros altos, trancas e cadeados, porém isto foi constatado durante a visita, inclusive nos dormitórios.

Ao fim da vistoria, permaneceram no centro apenas os internos cujo tratamento era voluntário, mas, nesta segunda-feira (10), a entidade foi interditada pelo município de Machado.

A investigação será conduzida pela Polícia Civil de Machado e pelo Ministério Público.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CONTATOS

noticias recentes

as mais lidas

Jornal de Minas © Todos direitos reservados à Tv Betim Ltda®