Casa Economia Banco do Brics vai destinar R$ 5,7 bilhões à reconstrução do RS após chuvas, diz Dilma

Banco do Brics vai destinar R$ 5,7 bilhões à reconstrução do RS após chuvas, diz Dilma

por Editor
2 visualizações
banco-do-brics-vai-destinar-r$-5,7-bilhoes-a-reconstrucao-do-rs-apos-chuvas,-diz-dilma

A informação foi divulgada por Dilma Rousseff em uma rede social.

“O Novo Banco de Desenvolvimento vai destinar R$ 5,750 bilhões para o estado do Rio Grande do Sul, com o objetivo de reconstruir a infraestrutura urbana e rural nos municípios atingidos pelas fortes enchentes ocorridas desde o final de abril e ajudar na retomada da vida gaúcha”, divulgou Dilma na rede X.

De acordo com a petista, os créditos devem ser transferidos de forma direta para o estado gaúcho e, também, por meio de parcerias com outras instituições financeiras, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Banco do Brasil e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Metade dos R$ 5,7 bilhões vai ser transferida para o BNDES para financiar pequenas e médias empresas e para obras de proteção ambiental, infraestrutura, água e tratamento de esgoto, e prevenção de desastres.

Também há previsão de recursos para infraestrutura agrícola, mobilidade urbana e saneamento básico (veja detalhes na tabela abaixo).

Dilma, que iniciou a carreira política no Rio Grande do Sul, disse que o banco “está ao lado do povo gaúcho” e tem o “compromisso” de auxiliar o estado.

Tabela mostra recursos que serão destinados pelo Banco do Brics para aplicação em ações de recuperação do RS — Foto: Divulgação/Dilma Rousseff

Banco do Brics

O Brics+ é um agrupamento econômico de países emergentes. Até o ano passado, era composto atualmente por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Desde o dia 1º de janeiro, também são membros Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos, Etiópia e Irã. Com isso, o grupo passou a ser chamado “Brics+”, e não “Brics”.

Entre os instrumentos do Brics+, há o Novo Banco de Desenvolvimento (NDB). O banco reúne capital dos membros do grupo para investir em projetos de infraestrutura e integração nos próprios países-membros ou em nações parceiras.

  • Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, membros originais do Brics;
  • Emirados Árabes Unidos e Egito, que aderiram ao banco e depois ingressaram no Brics+;
  • Bangladesh, que compõe o capital do banco, mas não é membro do Brics+.

O Uruguai é listado no site como um “membro prospectivo” – a adesão já foi aceita, mas o país ainda não ratificou o termo.

Míriam sobre ajuda do governo ao RS: ‘Clima de cooperação muito grande'

Míriam sobre ajuda do governo ao RS: ‘Clima de cooperação muito grande’

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CONTATOS

noticias recentes

as mais lidas

Jornal de Minas © Todos direitos reservados à Tv Betim Ltda®